Estou a viver numa casa nova na Irlanda a custo zero

No dia 20 de Janeiro de 2013 cheguei a Dublin no voo da 13h15.
Apesar de não ter a certeza na altura, tinha vindo para ficar.

Hoje, passados quase 8 anos ainda estou por aqui.
Casado e com um novo membro na família.
Decidi escrever este artigo porque acho interessante contar a minha história e falar de um erro que fiz no passado.

O erro de não comprar casa mais cedo.

Nos primeiros 6 anos decidi arrendar em fez de comprar.
Inicialmente parecia uma boa ideia.
Talvez pela flexibilidade e incerteza em relação ao futuro.
Arrendar um apartamento foi provavelmente a pior decisão que fiz na minha jornada em busca da independência financeira.

A minha primeira renda na Irlanda por um apartamento com um quarto foi de 1.150 euros por mês.
No segundo ano passou para 1.300 euros por mês.
Ficou neste valor algum tempo e mais tarde já nos últimos anos a renda subiu para 1.550 euros por mês (Isto há dois anos atrás, hoje ainda está mais alta).

Após 6 anos a arrendar decidimos finalmente comprar uma casa.
Esta foi uma das melhores decisões que poderia ter feito.

Actualmente o meu custo mensal para ter um tecto na Irlanda é zero.
Na realidade ainda ganho dinheiro só para viver aqui numa casa nova com 4 quartos, jardim e com uma taxa de eficiência de consumo energético A2 (isto ajuda com as despesas de electricidade).

Como é isto possível?

Sempre me disseram que um dos maiores custos de se viver em Dublin é o custo de habitação.

Todos os dias vemos notícias do tipo:

Isto é verdade. Mas isto aplica-se apenas a quem aluga.

No dia 1 de Setembro de 2018 comprámos a nossa casa em Dublin por 435 mil euros.
Aplicámos 50 mil euros como depósito e recebemos um apoio do estado de 20 mil euros por ser a nossa primeira casa.

Ficámos então com uma dívida de 365 mil euros para pagar, com uma taxa de juro sobre o empréstimo de 2,9%. Essa taxa de juro tem vindo a descer, o valor actual é de 2,3%.

Isto dava na altura qualquer coisa como 880 euros por mês em Juro.

Quando compramos uma casa esse é o real valor que pagamos para viver nela.
O restante é capital que está a ser investido num activo imobiliário que mais tarde pode ser recuperado com a venda.

Dois anos mais tarde, a fracção de juro desceu para 650 euros por mês (pago a 1 de Setembro de 2020).

Esta fracção de juro continuará a descer com o tempo e o preço do imóvel tem tendência a valorizar com o tempo.

Em dois anos já valorizou 10 mil euros.

O preço actual da casa passou para 445 mil euros.

Quanto é que paguei para viver aqui até hoje?

Vamos imaginar que vendia a casa hoje.
Se vendesse a casa hoje quanto iria receber como retorno do investimento?

A minha divida actual é 342.285 euros de uma casa que vale hoje 445.000 euros.

Isto dá uma diferença de 102.715 euros.
Retirando o depósito de 50 mil euros e as amortizações sobre o capital em divida durante os últimos 2 anos.

Ficamos com um retorno de investimento de 30 mil euros (20 da ajuda do governo + 10
da valorização do imóvel nos últimos 2 anos.

Quanto paguei em juros nos últimos 2 anos?

€19.106,08 em 24 meses, €796,09 por mês.

Se dividir o lucro do investimento por 24 meses.

€30.000 em 24 meses, €1.250 por mês.

€1.250 - €796,09 = €453,91 (lucro por mês).

Na realidade desde que comprei a casa tenho estado a ganhar 453,91 euros por mês para viver numa casa nova.

Ainda não está convencido?

Comparando com a minha situação anterior, quando alugava um apartamento com dois quartos por 1.550 euros por mês, estou numa situação bem melhor hoje.

O que pretendo explicar com este artigo é que comprar uma casa compensa.
Se pretendem viver no mesmo lugar por um período superior a 5 anos. Comprem.
Caso contrário aluguem.

Espero que este artigo vos possa ajudar a ver as vantagens de comprar uma casa.
Obviamente o valor da casa não é constante. E não sobe sempre, o valor pode oscilar consoante a oferta e procura.
Mas a longo prazo compensa sempre.

Obrigado e bons investimentos

Comentários

comments powered by Disqus