5 Factores da Educação Financeira

A educação financeira é uma componente que falta nos nossos sistemas escolares.
Como resultado os portugueses não aprendem como gerir as despesas básicas.
A falta generalizada de educação financeira é preocupante.

De acordo com a PORDATA, de 1995 a 2018 a taxa de poupança das famílias portuguesas desceu de 14,8% para 7,1%.
33% dos adultos não têm poupanças quando chegam à reforma e 44% não têm dinheiro suficiente para cobrir uma emergência de 400 euros, por exemplo, uma conta médica.

Embora isto possa ser um desconforto evitável com um pouco de planeamento, muitos de nós não sabemos por onde começar.

Quer esteja próximo da idade de reforma, ou se iniciando no mundo do trabalho, é importante aprender a gerir as suas finanças.

A alfabetização financeira pode fornecer os alicerces para um futuro sustentável.

O que é educação financeira?

Definição de Educação Financeira:

Ter conhecimento e habilidades para tomar decisões financeiras informadas.

Muitas pessoas evitam falar sobre dinheiro.
É um tabu... mas essa mentalidade prejudica a sua saúde financeira. O primeiro passo para se alfabetizar financeiramente é entender como o dinheiro funciona.

Ao contrário da crença popular, o dinheiro não é mau.
O dinheiro é uma ferramenta e uma medida de valor.
Portanto, se consegue agregar mais valor no seu trabalho, pode justificar um salário mais alto.
Essa mentalidade pode ajudá-lo a concentrar-se em agregar valor, não apenas entrar e sair do trabalho.
Algumas das pessoas mais ricas dos Estado Unidos da América (Jeff Bezos, Bill Gates) melhoraram a vida de milhões de pessoas.

A forma mais produtiva de construir uma fortaleza financeira é aprender a agregar valor a outras pessoas.
Entenda como funciona o dinheiro e a economia.
O dinheiro vai e volta, mas gravita para onde é melhor utilizado.

Aprender como administrar dinheiro é vital para uma boa saúde financeira pessoal, da sua família e a larga escala do seu país.
As finanças pessoais têm um grande impacto no seu futuro.
Os cinco factores que vou descrever em baixo ajudaram muitas pessoas a alcançar estabilidade financeira nas suas vidas.

5 factores da educação financeira

Crie o seu orçamento

Olhar para o extracto de uma conta bancária não é a actividade mais interessante e divertida da maioria das pessoas.
É muito importante entender onde o dinheiro entra e sai do seu sistema. Essa percepção irá ajudar a detectar e corrigir ineficiências e permite optimizar o seu orçamento.

As empresas adoram cobranças recorrentes, pois muitos dos seus clientes esquecem-se de cancelá-las.
Verificar os seus extractos pode revelar pagamentos recorrentes antigos e também cobranças duplas.
Pode corrigir as cobranças duplas com uma simples chamada para o banco.

Conhecer bem as suas despesas e aprender como fazer um orçamento mensal é vital para melhorar a sua saúde financeira.
Dedicar um pouco de tempo mensalmente para analisar o seus gastos e rendimentos tem um impacto enorme na sua saúde financeira.

Destrua a sua dívida

Albert Einstein é conhecido por dizer que os juros compostos são a oitava maravilha do mundo.
Aquele que entende juros compostos, ganha... aquele que não... paga.
Juros é um conceito poderoso e ao contrair dívidas, acaba sempre por pagar mais.

Geralmente é melhor evitar empréstimos de dinheiro.

Provavelmente já ouviu a expressão “mais dinheiro, mais problemas”, não precisa ser o caso. Em vez disso, a frase deveria ser “mais dívidas, mais problemas”.

Aumente a sua poupança

Depois de pagar as dívidas, pode guardar mais dinheiro.
Embora este pareça ser um conceito obvio para muitas pessoas, existem pessoas em todas as faixas de renda que encontram maneiras de gastar tudo o que ganham.
Eles têm a oportunidade de poupar, mas preferem não planear o futuro.

Para colocar as coisas em perspectiva, a taxa de poupança média pessoal na China é de 25%. Nos EUA a taxa de poupança pessoal média é de apenas 6%.
Essa é uma lacuna enorme que mostra que a maioria dos americanos pode sobreviver gastando menos.
Precisam apenas aprender como poupar dinheiro para construir riqueza de forma sustentável.

Muitas pessoas perguntam...

Qual é a coisa mais importante que devemos fazer ao planear a reforma?

Duas boas respostas são ganhar mais dinheiro e melhorar o retorno dos investimentos.
Mas o factor mais importante é… melhorar a taxa de poupança.
Estará melhor preparado para a reforma se conseguir poupar uma percentagem maior dos seus rendimentos.

Invista para obter rendimento passivo

Colocar as suas economias debaixo do colchão é um erro.
Esse dinheiro perde poder de compra devido à inflação.
Um plano melhor é fazer com que as suas economias trabalhem por si.
Para ganhar alguns juros, pode colocar o seu dinheiro para trabalhar num fundo de investimento.

Para gerar mais renda, pode investir em acções, obrigações ou imóveis.
Construir uma carteira de acções que pagam dividendos pode produzir um fluxo constante de renda.

Reduza os seus impostos

Há uma grande diferença entre evitar impostos e evasão de impostos.
Evasão de impostos é ilegal. Não está a pagar impostos que deve.
Por outro lado, evitar impostos é uma forma de reduzir legalmente os seus impostos.

Ninguém deve pagar mais impostos do que é legalmente obrigado a pagar.

Uma das maneiras mais populares de reduzir os impostos é fazer um plano de poupança reforma (PPR). Na Irlanda chama-se pension plan.
A maioria das pessoas deveria tirar proveito destes veículos de investimento no planeamento da reforma.
O sistema tributário pode ser complexo, é bom consultar um profissional tributário em caso de dúvidas.

Aprender os cinco factores acima é crucial para obter uma vida financeira saudável.
Em qualquer fase da sua vida é possível tomar medidas para melhorar a sua condição financeira.

Você trabalha duro para receber o seu salário... então porque não fazer o seu dinheiro trabalhar para si?
O planeamento financeiro pode ajudá-lo a obter um fluxo constante de receita passiva que ao longo do tempo poderá cobrir parte ou mesmo a totalidade das suas despesas.

Qual é a sua opinião sobre estes conceitos?

Acha que vale a pena aplicar estes conceitos?

Bons investimentos

Comentários

comments powered by Disqus