Actualização - Agosto 2020

Haverá outro crash do mercado de ações em 2020?

A economia dos EUA continua em luta contra o alto desemprego e o fraco consumo da população, mas o mercado de acções continua a marchar em direção a uma reversão total das perdas sofridas na primavera.

A recuperação em força do mercado pode ser uma indicação de que os investidores estão a olhar além da recessão do coronavírus.

Por um lado pode preocupar-se com o facto de que as perspectivas do mercado são demasiado optimistas, o que significa que uma correção pode estar ao virar da esquina.

Por outro lado não vale a pena ficar acordado a noite toda a pensar no que deve fazer a seguir e que estratégia adoptar.

A possibilidade de outro crash do mercado de ações em 2020, embora seja um tópico interessante, não precisa ser uma fonte de ansiedade constante.

Deixo aqui 3 razões que o vão ajudar a relaxar.

1. Os crashes do mercado de acções são um mal necessário

Desde 1929, ocorreram cinco grandes crashes no mercado de ações. Eles acontecem e são imprevisíveis.
A única forma confiável de evitar um crash é ficar totalmente fora do mercado de acções.
Isso geralmente significa aceitar as taxas de juros de poupança abaixo de 1% e uma inflação que geralmente ronda os 2% a 3%.
Com base nestes números, você pode decidir poupar 500 euros mensalmente durante 20 anos e acabar com cerca de 125.000 euros em poder de compra.
No que diz respeito à construção de riqueza, isto é um processo demasiado lento e pouco eficaz.

Por outro lado, a taxa média de crescimento anual de longo prazo no mercado de acções é de 7% excluindo a inflação.
Com esta taxa de crescimento, a sua contribuição mensal de 500 euros irá transformar-se em 262.000 euros após 20 anos.
Obviamente não verá 7% de crescimento a cada ano, pode ser 20% num ano e 4% negativo no seguinte.
É importante aceitar esses altos e baixos ao longo do caminho para obter uma taxa de retorno mais alta com o tempo.

2. Os crashes no mercado de acções são temporários

O comportamento do mercado de ações enfatiza este ponto: Os crashes são temporários.
Às vezes, o mercado recupera à velocidade da luz, como aconteceu em 2020 com o coronavírus. Outras vezes, a reversão de um crash leva anos.
Depois da crise financeira de 2008, o índice S&P 500 não voltou aos máximos que havia alcançado em 2007 até o início de 2013.

Como o momento da recuperação é imprevisível, deverá manter a disciplina e investir apenas dinheiro que não lhe faz falta nos próximos cinco anos.

3. Os crashes no mercado de acções criam oportunidades

Um crash do mercado reduz o valor de seu portfólio, mas também apresenta algumas oportunidades de compra incríveis.
Como disse o lendário investidor Warren Buffett: “The best chance to deploy capital is when things are going down.”. Mesmo sendo um selector de acções, deve tentar aproveitar as vantagens de preços baixos para posicionar o seu capital nos mercados.

Para ser claro, comprar após um crash não é para mãos fracas, nem para pessoas com mentalidade a curto prazo. Mas deve tentar ser ousado o suficiente para comprar quando todos estiverem a vender e paciente o suficiente para esperar pela eventual recuperação, esse é o segredo.

Após esta breve introdução deixo aqui a evolução dos meus investimentos desde a ultima actualização em Junho de 2020.

Plano de pensão privado

Imobiliário

Acções

Montante Investido
EUR 43.448,08

Retorno do Investimento sem dividendos (Desde Junho 2020)
EUR 6.033,45 (+13,89%)

Bons investimentos

Comentários

comments powered by Disqus