Poupança - Maio 2018

Chegou a hora de abrir os livros mais uma vez e mostrar quanto gastei no mês de Maio.

Gerir as despesas é um processo essencial na busca da independência financeira.

Eu diria que é muito mais importante ser um excelente poupador do que um excelente investidor. No poupar é que está o ganho.

Para poupar é necessário limitar de despesas. Ganhar mais dinheiro é ótimo, mas não perder um estilo de vida apropriado e ao mesmo tempo adoptar uma mentalidade de escassez não é uma tarefa fácil.

Alguém que ganhe € 100.000 por ano e gaste € 90.000 dificilmente se vai reformar cedo.
Por outro lado, alguém que ganhe € 40.000 ao ano e gaste € 20.000 rapidamente se tornará financeiramente independente num período de tempo razoável.

No ano de 2017 consegui poupar 36.61% do meu rendimento líquido.

Isso foi possível ajustando o meu estilo de vida para viver abaixo dos meus meios e ao mesmo tempo desfrutar a vida de uma forma frugal e minimalista.

Com o dinheiro que tenho vindo a poupar fui investido esse capital na bolsa de valores tirando algum retorno desse investimento.

Em 2018 decidi vender parte do meu portfólio de acções para investir numa casa. Este é o meu grande projecto para este ano.

Com esta introdução fora do caminho, vamos ver como foram os meus gastos em Maio de 2018...

Rendimento em Maio de 2018

Salários € 6.954,44
Dividendos € 342,10
Outros € 904,26
Total € 8.200,80

Despesa em Maio de 2018

Aluguer Apartamento € 1.575,00
Gás/Electricidade € 144,00
Telecomunicações € 114,00
Empregada € 82,00
Hipoteca € 3.450,48
Mercearia € 696,64
Restaurantes € 804,52
Carros € 459,65
Gym € 32,00
Médicos € 300,00
Farmácia € 40,31
Vestuário € 470,57
Educação € 9,99
Taxas Bancárias € 1,17
Electrónicos € 26,55
Software € 46,06
Outros € 200,00
Total € 8.452,94

Rendimento

Este mês recebemos os salários de Maio.
Recebemos dividendos da Bristol-Myers Squibb, Corticeira Amorim, Flow Traders, E.ON, AbbVie, Lazard, SEB, JCDecaux, Euronext, Nos, Bayer, Altri e Sonae.
Outros incluem a renda que recebemos do apartamento na Polónia, valores de retornos de roupa, retornos do seguro de saúde e uma ajuda do departamento de protecção social para cobrir uma semana que não trabalhei na licença de paternidade.

Despesa

No mês de Maio não conseguimos poupar dinheiro nenhum.
A nossa maior despesa foi um depósito de € 3.000 para acordarmos a compra da nossa nova casa em Dublin. Além continuamos a gastar muito dinheiro em alimentação (mercearia e restaurantes). No mês de Maio fui muito para bares, esteve muito sol em Dublin e ao sair do trabalho não resisti em ir beber umas pints com os meus colegas de trabalho. Muitos motivos para comemoração também com a chegado do bebé Oliver.
Também tivemos algumas despesas com o carro da minha esposa, seguro de circulação e mecânico.
Algumas idas ao médico antes de o Oliver nascer para ver se estava tudo bem.
Tudo o resto esteve dentro do orçamento.

Olhando para o rendimento e para despesas, podem pensar que não estamos a fazer um grande esforço de poupança. Mas isto é realmente uma decisão de cada um.

Nós tentamos procurar um nível de esforço que não afecte o nosso bem-estar e qualidade de vida. Sei que se aumentarmos a nossa taxa de poupança vamos ter resultados mais rápidos, mas o mais importante é tentar encontrar um ponto de equilíbrio entre a despesa e a poupança que nos permita continuar a ter um estilo de vida confortável.

Apesar de tudo, estamos bom caminho.
Escrever estes relatórios é um bom exercício que permite reflectir sobre os gastos.

Como foi o teu mês de Maio?

Obrigado pela leitura.

Comentários

comments powered by Disqus