Bayerische Motoren Werke AG

BMW

Não costumo vender acções como muita frequência. Isto acontece porque costumo olhar para cada acção do meu portfólio como um pequeno galho da minha árvore de dividendos. Cada venda de acções pode ser traduzida a um corte na árvore o que irá reduzir a quantidade de frutos que a árvore eventualmente pode produzir.

No entanto, se a poda ocasional faz a árvore maior e mais forte então é uma tarefa de bom grado que eventualmente irei executar de tempos as tempos.

Vender acções não é uma tarefa fácil, mesmo aquelas que estão com baixo desempenho. Um problema temporário pode obscurecer a sua visão de expectativas operacionais a longo prazo.

Uma carteira de acções é como uma barra de sabão. Quanto mais você usa menor será o seu tamanho. Quanto mais você mexer na sua carteira de acções mais comissões e imposto você paga, logo menor será a sua rentabilidade.

Decidi vender 45 acções da Bayerische Motoren Werke AG (BMW) no dia 3 de Dezembro de 2015 a €99,71 por acção.

Comprei estas acções no dia 21 de Julho de 2015 a €95,50 por acção, fazendo um total de €4.313,05 incluindo imposto e comissões.

Consegui um retorno de €158,35 (3.67%).

Os motivos que me levaram a vender esta posição foi a necessidade de reduzir os meus investimentos no sector de Consumo Discricionário, a valorização do euro em relação ao dólar americano na passada quinta-feira e o valor de compra demasiado elevado. Quando comprei acções da BMW ainda não tinha adoptado a estratégia de crescimento de dividendos. Acho que esta empresa não se enquadra no resto do meu portfólio apesar de ser uma empresa de alta qualidade com um retorno de 3,47% em dividendos.

Conclusão

O grupo alemão BMW Group beneficia de uma posição de liderança no mercado de luxo automóvel e continua a desenvolver a sua actividade em países com forte crescimento no sector automóvel (EU, USA e China) que representam 80% das vendas globais. Com pouca exposição aos mercados emergentes, o grupo não encontrou as mesmas dificuldades que outras construtoras no segmentos económico, inferior e médio inferior. A enorme concorrência no seu segmento levou a empresa a expandir ainda mais a sua gama de modelos para atender a todas as expectativas introduzindo modelos como a série 2 e a série 4. Esta implementação deve levar o seu tempo a levantar capital, mas a recuperação precoce do mercado automóvel no velho continente e nos Estados Unidos deve servir como catalisador no negócio.

A longo prazo é um investimento de qualidade motivado por perspectivas de grande crescimento.

Achas que vender a BMW foi uma boa decisão?

Obrigado pela leitura

Comentários

comments powered by Disqus