As últimas compras de Warren Buffett

As transacções mais recentes de Warren Buffett foram reveladas através do arquivo 13F da Berkshire Hathaway Inc. (BRK.B), um arquivo que nos dá informações sobre todas as transacções que ocorreram no quarto trimestre de 2016, trimestre que encerrou a 31 de Dezembro de 2016, na carteira de acções administrada pelo lendário investidor.

Este arquivo fornece uma introspecção valiosa onde Warren Buffett pensa que os melhores investimentos podem estar.

Não vale a pena copiar estas transacções tendo em conta que estas transacções foram reveladas 45 dias após o final do último trimestre, mas parece-me inteligente investigar exactamente onde o investidor mais bem-sucedido de todos os tempos coloca o seu capital a trabalhar.

Também é importante notar que Buffett permite que dois outros executivos, Todd Combs e Ted Weschler autorizem as transacções menores, por isso é difícil decifrar por vezes quem comprou ou vendeu o quê.

Abaixo vou listar cada transacção e deixar algumas observações rápidas sobre cada empresa.

Vou fazer o meu melhor para inferir o que cada compra significa, mas é obviamente impossível saber exactamente o que Warren Buffett ou os seus tenentes estavam a pensar quando cada transacção foi executada.

Vamos então a isto!

Tenham em conta que esta lista é apenas para fins informativos e não é uma recomendação para comprar acções especificas.

Compras

  • Comprou 8.041.784 acções da Monsanto Company (MON) - Nova posição.
  • Comprou 166.639.941 acções da Sirius XM Holdings Inc. (SIRI) - Nova posição.
  • Comprou 43.203.775 acções da Southwest Airlines Co. (LUV) - Nova posição.
  • Comprou 23.774.299 acções da American Airlines Group Inc. (AAL)
  • Comprou 42.131.950 acções da Apple Inc. (AAPL)
  • Comprou 535.257 acções da Bank of New York Mellon Corp. (BK)
  • Comprou 53.692.072 acções da Delta Air Lines, Inc. (DAL)
  • Comprou 24.418.340 acções da United Continental Holdings Inc. (UAL)

Compras

Monsanto Company (MON) - Comprou 8.041.784 acções.

Esta é uma nova posição na carteira de acções da Berkshire.

A Monsanto Company fornece produtos agrícolas para agricultores, incluindo sementes, tratamentos biológicos, herbicidas e ferramentas agrícolas de precisão.

Este é um investimento bastante interessante para a Berkshire.

Não digo isto por a Monsanto não ser uma empresa de alta qualidade que se encaixa no molde típico de Buffet, com crescimento sólido, fundamentos sólidos, dividendos altos e vantagem competitiva, mas porque a Monsanto concordou em ser adquirida.

A Monsanto concordou em ser adquirida pela Bayer AG por US$128 por acção. Com a negociação da Monsanto por menos de US$109 por acção (no momento da redacção deste artigo), a Berkshire poderia estar interessada neste investimento como uma forma de arbitragem de M&A, havendo uma diferença entre o preço de negócio acordado e o preço do stock.

Claro que há um risco de que a aquisição não passe tendo em atenção o tamanho do negócio.

A receita da Monsanto subiu mais de 60% na última década e o lucro por acção da empresa subiu mais ainda. A rentabilidade é forte, o balanço não é excessivamente alavancado e a genética das sementes da Monsanto é inigualável. O stock não está a ser negociado longe das médias históricas recentes, indicando uma avaliação razoável.

Sirius XM Holdings Inc. (SIRI) – Comprou 166.639.941 acções.

Esta é também uma nova posição para a Berkshire Hathaway.

Sirius XM Holdings Inc. é uma empresa de rádio por satélite que transmite uma variedade de canais nos EUA por assinatura através dos seus sistemas de rádio por satélite proprietários.

Este é outro investimento interessante para Berkshire, embora por razões diferentes da Monsanto.

É interessante porque a Sirius não parece ser um daqueles investimentos típicos que normalmente vemos na Berkshire, nem podemos ter a certeza que o Buffett está por trás deste investimento.

A receita da empresa cresceu rapidamente nos últimos 10 anos, o lucro foi mais difícil de encontrar na Sirius. Além disso eles estão a trabalhar com um bom pedaço de dívida.

O Buffett é um fã bem conhecido de todas as formas de média, tem sido assim por várias décadas e alguns dos seus maiores e mais bem sucedidos investimentos foram na média. Sirius certamente ajusta o molde nesse ângulo.
Buffett investiu num grande número de instrumentos controlados por John Malone via a Liberty Media, a Sirius parece encaixar-se nesse molde também.

O stock está a ser negociado com a maioria das métricas abaixo das suas respectivas médias dos últimos 5 anos, além disso oferece um rendimento após um dividendo recentemente introduzido.

É interessante notar que a Berkshire investiu na empresa após a divulgação de introdução do dividendo.

Southwest Airlines Co. (LUV) – Comprou 43.203.775 acções.

Esta também é uma nova posição na carteira da Berkshire Hathaway.

A Southwest Airlines Co. opera uma companhia de aviação de passageiros que oferece transporte aéreo regular nos Estados Unidos.

Este investimento segue os passos do semestre anterior onde a Berkshire abriu grandes posições na maioria das principais transportadoras aéreas domésticas.

Isto vai contra praticamente tudo o que Buffett tem dito sobre as companhias aéreas nas últimas décadas. Buffett é um antagonista notável quando decide investir em companhias aéreas.

A natureza intensiva de capital neste negócio tornou-o pouco atraente, é também um negócio que compete muito com o preço e os ciclos podem ser brutais.

A Berkshire possui agora participações consideráveis em todas as quatro principais companhias aéreas domésticas dos Estados Unidos. Isto em parte porque a industria de aviação em geral tem-se consolidado ao longo do tempo, tornando as grandes empresas mais competitivas e rentáveis de operar.

A avaliação deste stock em particular não parece de todo atraente neste momento, mas isto foi depois de a acção subir 20% nos últimos 3 meses. Tenham em consideração que a Berkshire iniciou a sua posição algures no quarto trimestre de 2016 quando o stock estava definitivamente muito mais barato. Ainda assim é uma empresa muito rentável que tem crescido tremendamente nos últimos 10 anos.

Com a forma como as viagens aéreas continuam a crescer internamente e internacionalmente as companhias aéreas devem apresentar uma boa performance a longo prazo.

American Airlines Group Inc. (AAL) – Comprou 23.774.299 acções.

Com esta compra a Berkshire acumula um total de 45.544.854 acções, um aumento de 109% sobre o último trimestre.

American Airlines Group Inc. é uma holding que, através de suas subsidiárias, opera como uma transportadora aérea.

Muito do que foi dito sobre a Southwest Airlines pode ser aplicado à American. A única diferença é que a Berkshire adicionou a uma posição existente neste caso. Isto torna a Berkshire um dos maiores accionistas da American Airlines.

A avaliação desta acção parece bastante atraente tendo em conta a maioria das métricas em relação às médias históricas recentes. As companhias aéreas tendem a ser bastante voláteis em relação ao seus EPS.

A empresa tem vindo a crescer ao longo da última década com a maioria das métricas fundamentais melhores que nunca.

Apple Inc. (AAPL) – Comprou 42.131.950 acções.

Esta transacção aumentou a participação da Berkshire em 277%. A Berkshire possui agora 57.359.652 acções da Apple.

A Apple Inc. desenha, fabrica e comercializa uma variedade de produtos electrónicos de consumo, incluindo smartphones, tablets, computadores pessoais, smartwatches e leitores de música portáteis. Eles são verticalmente integrados com software e hardware. Oferecem também uma variedade de serviços concebidos para serem utilizados em e para os seus produtos.

Este foi um movimento enorme para a Berkshire. A posição da Berkshire na Apple vale agora mais de 7,7 mil milhões de dólares. Esta é uma posição importante na carteira de acções da Berkshire. O que é notável considerando a aversão que Buffett tem a empresas de tecnologia.

Mas não há muito que não gostar na Apple.

A empresa sabe ganhar dinheiro. Estamos a falar de mais de 50 mil milhões em receita em lucro liquido no ano passado. O balanço tem mais de 200 mil milhões em dinheiro.

Além disso, a rentabilidade é excelente. A margem de juros líquida é mais de 20% ao ano. ROE e ROIC são ambos excelentes.

E depois temos estes produtos incríveis que são incrivelmente viciantes. Há uma facilidade de uso e fidelidade dos clientes que é incomparável no espaço da tecnologia. O ecossistema Apple é lendário e permite à Apple vender todos os tipos de periféricos, uma vez que os clientes compram o seu (relativamente caro) hardware.

A avaliação não parece nada de especial, embora o stock esteja um pouco mais caro do que tem sido ultimamente. A relação P/E actual é de 16,17 e está bem abaixo da média do mercado mais amplo.

A Apple tem vindo a comprar de volta as suas acções e a aumentar o seu dividendo. E isto são indicadores que o Buffett procura nos seus investimentos. Embora a empresa seja de tecnologia, a Apple encaixa no molde da Berkshire.

Bank of New York Mellon Corp. (BK) – Comprou 535.257 acções.

Com esta compra a Berkshire acumulou um total de 21.671.969 acções deste banco, um aumento de 2,5% em relação ao último trimestre.

O Bank of New York Mellon Corp é uma empresa global de serviços financeiros, oferecendo serviços de gestão de investimento.

Eu tenho acompanhado os movimentos da carteira da Berkshire e tenho notado muitas transacções sobre este stock em particular. Não consigo entender o motivo, o preço não parece indicar qualquer negociação vantajosa. E sendo o Buffett conhecido como um investidor buy-and-hold é interessante ver tanta actividade neste stock.

No entanto, o Buffett é um grande crente em bancos sendo um dos seus modelos de negócio favoritos. A capacidade de manter uma grande quantidade de dinheiro e ganhar juros desse capital com baixos custos e baixo risco significa que os bancos tendem a ser negócios extremamente rentáveis a longo prazo.

Este banco tem visto o seu lucro essencialmente estagnado na última década. Embora tenham tido sucesso como a maioria dos outros bancos durante a crise financeira, não recuperou de forma tão agressiva como os restantes bancos.

Este continua a ser um investimento pequeno para a Berkshire avaliado um pouco abaixo de mil milhões de dólares.

Delta Air Lines, Inc. (DAL) – Comprou 53.692.072 acções.

Com esta compra a Berkshire possui hoje 60.025.995 acções na Delta, um aumento de 848% na sua participação.

A Delta Air Lines, Inc. fornece serviços de transporte aéreo para passageiros e carga em todo o mundo.

Não há muito que possa ser dito sobre a Delta que ainda não tenha sido dito acima nas outras companhias aéreas.

A única diferença aqui foi a quantidade, esta é agora a maior posição da Berkshire das quatro companhias aéreas domésticas. Será que a Berkshire vai aumentar as suas posições nas outras companhias?

As métricas operacionais da Delta foram agitadas tal como a dos seus concorrentes. A receita e o lucro atingiram máximos históricos no ano passado. O balanço é razoável.

A avaliação parece bastante atraente embora seja altamente provável que a Berkshire tenha entrado com um preço muito barato, este stock tem valorizado bastante ao longo dos últimos meses. A Delta também oferece um dividendo elevado comparado com as outras 3 companhias aéreas.

United Continental Holdings Inc. (UAL) – Comprou 24.418.340 acções.

A Berkshire possui agora 28.951.353 acções da United Continental Holdings, um aumento de 539% em relação ao último trimestre.

A United Continental Holdings Inc. é uma holding que, por meio de suas subsidiárias, está envolvida no transporte de pessoas e carga.

Vemos uma tendência clara aqui. A Berkshire fez manchetes por investir em companhias aéreas no trimestre anterior. O que faz ainda mais sentido ser manchete neste último trimestre onde a Berkshire reforçou as suas posições nas quatro principais companhias aéreas domésticas somando um total de quase 10 mil milhões de dólares.

A United Continental segue uma história semelhante aos seus concorrentes. Os números foram agitados durante a última década, mas neste momento a empresa está com bons resultados. Parece que a Berkshire está disposta a apostar em grande neste sector.

A avaliação deste stock é também bastante semelhante às anteriores. Parece bastante atraente se manter o desempenho operacional e o stock esteve muito mais barato que a concorrência no quarto trimestre quando Buffett fez a sua jogada.

O que acharam das escolhas de Buffett?

Obrigado pela leitura

Comentários

comments powered by Disqus