5 formas de parar de gastar dinheiro à toa, parte 4

Tudo o que eu faço para poupar dinheiro pode ser replicado por qualquer um.

Para provar o meu ponto vou escrever sobre cinco mudanças que fiz na minha vida de forma a reduzir os meus gastos.

Estas cinco mudanças serão exploradas numa série de 5 artigos que decidi escrever no blogue frugalistico. Podem ler o primeiro artigo aqui,o segundo aqui e o terceiro aqui.

Este é o quarto artigo da série.

Antes de começar, gostava de alertar que a maioria das mudanças que vou descrever podem ser consideradas extremas.

Medidas extremas muitas vezes produzem resultados extremos.

Se você se quer reformar numa década, antes da maioria das pessoas, provavelmente vai ter que começar a gerir as suas despesas de outra forma.

Como podem imaginar esta série de artigos não vai falar sobre "cortar no seu latte diário".

Nestes artigos vou tentar mostrar quais são as implicações destas mudanças e como estes métodos podem criar riqueza real e duradoura a qualquer um.

Essa riqueza real e duradoura pode então ser usada para gerar renda passiva necessária para não depender do seu trabalho e se tornar financeiramente independente.

Se você realmente pretende se reformar cedo, ou pelo menos mais cedo que a maioria das pessoas, deve considerar a implementação de algumas destas ideias de poupança no seu orçamento pessoal.

Método de Poupança Número 4: Pare de gastar tanto em televisão.

Eu não tenho serviço de TV por cabo em casa há anos.

Será que sinto falta?

De maneira nenhuma.

Tenho apenas acesso a alguns canais gratuitos na Apple TV (Bloomberg TV, Sky News, Reuters) que vejo de vez em quando.

Mas se me perguntarem o que tem passado na RTP, SIC, SIC Radical, SIC Noticias, SIC Caras, TVI, TVI 24 e TVI Ficção não saberia responder, mesmo que me pagassem.

Não quero saber.

Porquê?

Estou demasiado ocupado a ler, escrever, passear entre outras coisas. Coisas que realmente me dão gosto fazer.

Se tenho planos de me aposentar relativamente cedo não devo gastar o meu tempo e dinheiro com televisão.

Segundo o CSO (Central Statistics Office) uma família irlandesa gasta em média €32 por mês num serviço básico de TV.

Vamos fazer algumas contas rápidas sobre esse número.

Supondo que você corta o serviço amanhã e começa a economizar €32 euros por mês e investindo essa poupança de uma forma inteligente com uma taxa de juro composta de 8% por 20 anos. (Uma estimativa bastante conservadora tendo em conta que média de retorno do mercado accionista é bem acima desse valor).
Esses €32 por mês que parecem uma despesa trivial transformam-se em mais de €19.000 usando os pressupostos acima descritos.

Você acha que todos aqueles programas chatos que passam na TV valem esse dinheiro?

Não me parece.

E não estamos a falar apenas de dinheiro aqui. Um relatório recente sobre o consumo televisivo indica que um irlandês gasta em média 2 horas e meia por dia a ver televisão.

Duas horas e meia? Impressionante.

Imaginem a produtividade que estão a perder ao gastar esse tempo a ver televisão. Esse tempo poderia ser aplicado de formas mais úteis.

Eu prefiro gastar esse tempo a planear a minha reforma antecipada, educando-me como investir. Aprender a analisar empresas e lendo vorazmente relatórios financeiros.

Também gasto parte desse tempo a escrever artigos em como conservar riqueza e investir de modo a que possa inspirar outras pessoas a seguirem o meu caminho e fugirem desta corrida louca de trabalhar para ganhar e consumir.

Parece-me bastante mais útil utilizar o meu tempo desta forma em vez de passar o tempo a assistir episódios de... South Park?

Consegui economizar mais de €32 por mês e investi-los em acções de crescimento de dividendos de alta qualidade.

O resultado é o Fundo Liberdade, uma carteira que vale hoje mais de €65.000.

O meu conselho é cortar a televisão por cabo.

Não estou a dizer apenas para reduzir o seu pacote de canais. Estou a dizer elimina-lo completamente.

Utilize esse dinheiro para investir inteligentemente em investimentos de alta qualidade que o ajudarão a aposentar-se numa idade jovem para poder desfrutar a 100% de tudo o que a vida tem para oferecer.

Uma vez que cortar o cabo você vai encontrar naturalmente mais tempo livre, tempo que estava desperdiçando assistindo televisão.

Você pode usar esse tempo para se aprimorar, educando-se e aprendendo sobre si mesmo.

Pode usar essas duas horas e meia para aprender um pouco sobre investimentos e análise fundamental de empresas.

Isso foi essencialmente o que fiz e continuo a fazer usando também o meu tempo livre para escrever e motivar outros na busca da liberdade financeira.

Tome conta do seu dinheiro para que um dia o seu dinheiro possa tomar conta de si.

É isto por hoje.

Fiquem atentos ao quinto e último artigo, que virá em breve.

Obrigado pela leitura

Comentários

comments powered by Disqus